Os cookies.

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.

Antologia Grega: epitáfios: (livro VII)

Sobre o item

Outro título
Greek Anthology: epitaphs: (book VII)
Resumo
Book VII of the Greek Anthology gathers a total of 748 epigrams that are, in general, epitaphs. Planudes copied 582 of them, of which eleven are not in the Palatinus, and it is uncertain why he excluded the other 179 copied in P. In the form of a dialog or not, since its origins the epitaph stages, even if implicitly, an ephemeral connexion between the deceased and the one who reads it. It is about immortalisation, about the dead keeping a link, by means of memory (mnema), with the world of the livings, achieved when his name is pronounced by the passer-by that reads it in the grave.
O livro VII da Antologia Grega reúne um total de 748 epigramas que, salvo algumas exceções, respondem à categorização de epitáfios. Planudes copiou 582 destes epigramas, onze dos quais ausentes da tradição palatina, não sendo claro o critério que levou à exclusão dos outros 179 presentes em P. Dialógico ou não, desde as suas origens o epitáfio encena, implicitamente que seja, uma relação efémera entre o defunto celebrado e outro indivíduo que o lê. Trata-se de imortalizar, de garantir que o primeiro mantém, por via da memória (mnema), uma relação com o mundo dos vivos, conseguida no momento em que o seu nome é pronunciado pelo transeunte que o lê na lápide.
DOI
10.14195/978-989-26-1695-7
ISBN
978-989-26-1694-0
978-989-26-1695-7 (PDF)
Acesso
open access
Coleção Digital
Pombalina
Local de publicação
Coimbra
Idioma
Português
Tipo
Livro
Nº de visualizações
63
Nº de downloads
19